Farinha mágica para portadores de doenças crónicas

Agritec Lda é uma empresa familiar moçambicana que produz farinha mágica a base de mistura de farinhas integrais de Mapira, Marrupi, Mexoeira e Malambe. A empresa foi fundada em 2005 por Abdala Mussa, Engenheiro Agrónomo, formado pela Universidade Eduardo Mondlane e com o grau de mestrado em Agroecomista pela Wye College – London university UK. E tem uma equipe robusta desde a administração até operações.

Abdala caracteriza-se por ser persistente, aventureiro e ambicioso, principalmente, em querer que o seu produto seja consumido a nível nacional.

O Eng. Abdala iniciou o seu negócio em 1989, procurando uma melhor dieta alimentar para tratar o seu diabete. Gostando do sabor e do resultado da sua farinha mágica, começou a oferece-lá a outros doentes crónicos (diabetes). Tendo verificado o sucesso do produto, Ele iniciou as vendas em vários locais começando pela AMODIA – Hospital Central de Maputo.

O seu produto tem como objectivo melhorar a dieta de pessoas diabéticas, hipertensas, controla o colesterol, previne AVC e ajuda pessoas portadoras de HIV. E é uma  forma de contribuir para a segurança alimentar e desnutrição.

A Agritec Lda tem  6 trabalhadores em Maputo e Zambezia. Boa rede de revendedores nas cidades de Pemba, Nampula, Beira, Quelimane e Maputo. 6580 consumidores em todo país, e o volume do negócio cresce 20% /ano. Os seus fornecedores são a empresa Baobab em Manica, 150 camponeses de Cabo Delgado e Niassa.

O Abdala nunca pensou em desistir porque apesar de ter uma margem pequena, sente-se realizado porque acredita que está a contribuir para a saúde de pessoas que padecem de doenças. E os seus clientes ligam-lhe e promovem o seu produto voluntariamente.

Hoje, como grande empreendedor, a qualidade e a embalagem e conservação do produto são os seus maiores desafios. E neste momento, procura alternativas alimentares principalmente para crianças e camadas populacionais de baixa renda.

Abdala orgulha-se porque conseguiu expandir as vendas a nível nacional, e os pontos de vendas, são escolas, hospitais, e locais de trabalho. E sente-se muito motivado para continuar o seu sonho.

Abdala encoraja jovens a empreender no setor de agronegócios porque Moçambique e a Humanidade precisam destas iniciativas.

A experiência de participar na  competição Future Agro Challenge foi muito boa porque aprendeu e conheceu outros empreendedores de todo país e fundadores de iniciativas interessantes. E agora, procura recursos para investir numa indústria viável, sustentável e competitiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: